Seu browser não tem suporte ao JavaScript!
Recursos de
Acessibilidade:  
Tecle Alt+1 : ir ao conteúdo Tecle Alt+2 : ir ao mapa do site Texto menor Texto maior Contraste                 
Marília, 26 de junho de 2017
WILSON ALVES DAMASCENO - PSDB
Vereadores
19ª LEGISLATURA

Presidente Atual
WILSON ALVES DAMASCENO
CÍCERO CARLOS DA SILVA - PVDANILO AUGUSTO BIGESCHI - PSBEVANDRO DE OLIVEIRA GALETE - PODEJOÃO DOS SANTOS DINIZ NETO - PHS
JOSÉ CARLOS ALBUQUERQUE - PRB
JOSÉ LUIZ ZACHARIAS DE QUEIROZ - PSDBLUIZ EDUARDO NARDI - PRMARCOS JOSÉ CUSTÓDIO - PSC
MARCOS SANTANA REZENDE - PSD
MÁRIO CORAÍNI JÚNIOR - PTBMAURÍCIO ROBERTO - PPSILVIA DANIELA DOMINGOS D'AVILA ALVES - PR
Próxima Sessão

Sessão Ordinária

26/06/2017 - segunda-feira - 17H

Tv Câmara
Tv Câmara Agora
Tv Câmara no YouTube
Espaço Tv Câmara
Data: 22/05/2017 Hora: 18:55:17
Presidente Damasceno batalha por efetivação do programa municipal de auxílio aos dependentes

O presidente da Câmara Municipal de Marília, vereador Delegado Damasceno (PSDB), está trabalhando para a efetivação do programa municipal que instituiu o auxílio para tratamento e recuperação dos dependentes químicos. "Estamos solicitando ao prefeito municipal Daniel Alonso e a secretária municipal de Assistência Social, Wânia Lombardi informarem ao Poder Legislativo em que fase se encontram os estudos que visam regulamentar a Lei n.º 7.468/2012, que institui o programa municipal de auxílio ao tratamento e recuperação dos usuários dependentes de álcool e outras drogas", observou o vereador.

Damasceno contextualizou que o mesmo assunto serviu de base para inúmeros requerimentos de sua autoria enviados para a administração municipal anterior. "O vício não escolhe classe social e, portanto, nossa preocupação é oferecer às famílias o tratamento adequado para seus entes, pois, lamentavelmente cresce o número de jovens em Marília envolvidos no mundo das drogas. Em casos graves, quando o usuário está muito comprometido, o acompanhamento e internação hospitalar são necessários e fundamentais para dar início à recuperação", afirmou o presidente.

De acordo com a Lei n.º 7.468/2016, o programa municipal de auxílio ao tratamento e recuperação oferece às famílias com renda inferior a três salários mínimos um aporte de até R$ 900 para o tratamento de dependência. Para as famílias com renda entre quatro e sete salários mínimos, o subsídio chega a R$ 500 e para as famílias na faixa de oito a 10 salários mínimos o auxílio é de R$ 300. "Os valores servirão para auxiliar nos custeios da internação", explicou Delegado Damasceno. O pedido de efetivação do programa está em requerimento de autoria do presidente.