Seu browser não tem suporte ao JavaScript!
Recursos de
Acessibilidade:  
Tecle Alt+1 : ir ao conteúdo Tecle Alt+2 : ir ao mapa do site Texto menor Texto maior Contraste                 
Marília, 19 de outubro de 2017
imagem
WILSON ALVES DAMASCENO - PSDB
Vereadores
19ª LEGISLATURA

Presidente Atual
WILSON ALVES DAMASCENO
CÍCERO CARLOS DA SILVA - PVDANILO AUGUSTO BIGESCHI - PSBEVANDRO DE OLIVEIRA GALETE - PODEJOÃO DOS SANTOS DINIZ NETO - PHS
JOSÉ CARLOS ALBUQUERQUE - PRB
JOSÉ LUIZ ZACHARIAS DE QUEIROZ - PSDBLUIZ EDUARDO NARDI - PRMARCOS JOSÉ CUSTÓDIO - PSC
MARCOS SANTANA REZENDE - PSD
MÁRIO CORAÍNI JÚNIOR - PTBMAURÍCIO ROBERTO - PPSILVIA DANIELA DOMINGOS D'AVILA ALVES - PR
Próxima Sessão

Sessão Solene

Título de Cidadão Mariliense ao

Sr. Júlio César Brandão

20/10/2017 - sexta-feira - 20h

Tv Câmara
Tv Câmara Agora
Tv Câmara no YouTube
Espaço Tv Câmara
Data: 22/09/2017 Hora: 08:38:21
Plano Municipal de Cultura deverá ser votado na Sessão Ordinária do dia 2 de outubro

Integrantes do Conselho Municipal de Cultura de Marília reuniram-se com o presidente da Câmara, Delegado Wilson Damasceno, para obter informações sobre o trâmite do Projeto de Lei que cria o Plano Municipal de Cultura, nesta quarta-feira, 20.

Os conselheiros, Antônio Carlos Corrêa e Silva, da área de canto e coral e Juan Ricardo dos Santos Orellana, que representa a sociedade civil e pertence a pasta das entidades estudantis, ouviram do presidente da Câmara a promessa de que o Plano deverá constar na pauta da Sessão Ordinária do dia 2 de outubro.

Juan Orellana afirmou, durante a reunião, que "o Plano Municipal de Cultural deverá estabelecer as diretrizes da política cultural de Marília e será também, um documento importante do sistema municipal de cultura".

O sistema ao qual o conselheiro se refere, segundo o Plano, será composto pela Secretaria de Cultura, que terá o papel de agente executivo da política cultural, pelo Conselho Municipal de Cultura e de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico e Arquitetônico, que será o órgão consultivo e fiscalizador. Também prevê a realização de conferências culturais, como instância de discussões e participação popular e a criação do Fundo Municipal de Apoio à Cultura, que deverá ser instituído por uma legislação específica.

Orellana também destaca que os principais objetivos do Plano Municipal de Cultura, apresentam quatro segmentos prioritários. " Temos a gestão cultural, a produção cultural e simbólica, o fomento da cultura como agente de cidadania e um elemento de desenvolvimento econômico e sustentável. Saímos desta reunião com uma impressão muito positiva e esperamos que o Plano seja aprovado na sessão do dia 2 de outubro", finalizou o conselheiro.